O circo está chegando…

Sim, eu sei que esse já é o terceiro post sobre a Britney Spears só na primeira página do blog, mas o que eu posso fazer se ela tem sempre coisa nova rolando por aí?

O lançamento é só no dia 02 de dezembro, mas no último domingo, dia 16, começou a vazar o sexto álbum de inéditas de Spears, intitulado Circus. Um CD muito bom. É difícil dizer se supera seu último trabalho Blackout, mas é muito bom. São 13 faixas, mais 6 bônus de diversos países.

Em Circus, Britney voltou a trabalhar com Danja – que também assinou a produção do Blackout -, Max Martin – dono dos hits …Baby One More Time, Oops!… I Did It Again, entre outros da carreira da cantora – e tem colaborações de outros produtores, inclusive duas composições de Lady Gaga – o alter ego da vez de Christina Aguilera (brincadeirinha).

Além disso, parece que Spears está bem disposta a fazer a divulgação desse CD dar certo, ao contrário do que fez com Blackout, em tempos de reabilitação. A agenda dela já está começando a lotar: Dia 20 de novembro, ela tem um encontro com os fãs promovido pela MTV, para um especial – que acredita-se que vão passar antes do documentário, no dia 30. Dia 28 desse mês ainda, a cantora tem uma participação numa rádio frances e foi confirmada também uma performance no Star Academy, um programa francês, meio no formato do Fama, daqui.

Dia 30, na MTV irá ao ar o documentário Britney: For The Record – que o Sony Entertainment Television prometeu passar aqui no Brasil, já no dia seguinte, legendado. Dia 02, dia do lançamento do CD, Britney irá se apresentar no Good Morning America – rumores dão conta de que serão apresentadas 3 músicas: Womanizer, Circus e Piece of Me.

E, finalmente no dia 03, haverá uma performance no Rockfeller Center, em que irão acender a árvore de Natal. Mas isso não é tudo. Ainda está para ser confirmada uma performance no X-Factor, no dia 29 de novembro.

Parece que Britney vai ter muito trabalho pela frente. Mas, de acordo com as fotos que seu site oficial vem divulgando, parece que ela tem se dedicado bastante para fazer seu comeback melhor do que nunca.

Mas enfim. Como o foco é o CD, comentemos sobre o CD. O Estadão publicou uma crítica dizendo que Britney Spears provou, com Circus, que é relevante para o pop sim. Eu concordo, não só porque sou fã, mas pela qualidade de seu novo trabalho.

Para ler a crítica faixa a faixa, baixar o CD, e ver as letras das músicas, clique em Leia Mais…

1. Womanizer
Eu acredito que seja desnecessário falar mais sobre essa música. Além de todo mundo já ter ouvido, já foi postado tanto sobre a música quanto sobre o clipe. Perfeita para abrir o CD.
Nota 10.

2. Circus
O segundo single do álbum, é tão bom quanto o primeiro. Tem um apelo comercial perfeito. Spears diz que quando se apresenta sente a adrenalina em suas veias, com o foco de luz nela, ela fica pronta pra quebrar tudo, entre outras coisas. O instrumental é excelente e o refrão chiclete faz você querer cantar, nem que seja só o “just like a circus”. No meio ainda tem um break muito perfeito. O problema é a duração: são só 3:12 de música.
Nota 10.

3. Out From Under
Uma balada. Linda pela primeira vez que você ouve. Mas depois depois de um tempo fica irritante. A música é boa. O problema é a localização dela no meio das faixas. Ela simplesmente quebra todo o ritmo dançante que o álbum começou criando. Lembra um pouco Someday, do DVD promocional Britney and Kevin: Chaotic. Podia ter vindo mais pro final do CD.
Nota 8.

4. Kill The Lights
Essa música já havia vazado há algum tempo. Começa com Danja dizendo que a princesa do pop, agora rainha do pop, tem um anúncio a fazer. É outra música envolvendo os paparazzi. Mas com a letra muito melhor que a de Piece Of Me (Blackout). Ela diz: Sr. Fotógrafo, estou pronta para meu close / Tenha certeza de pegar meu melhor lado (escolha um) / Isso no seu bolso é dinheiro ou você está contente em me ver?. É bom ver que Britney recuperou, junto com o som dançante, a sua auto estima (rs). Pode ser single.
Nota 9.

5. Shattered Glass
Parece uma música que já ouvi antes, mas não sei qual. Os efeitos de vidro caindo no início abrem muito bem a música. Bem dançante, mas o problema de Circus retorna: essa só tem 2:51. Quando a gente começa a curtir e dançar, ela acaba. Fala de traição: Você vai me ver nos seus sonhos / Meu rosto te perseguirá o tempo todo, que mostra que Spears não é mais tão frágil quando era em Everytime (In The Zone): Toda vez que te vejo em meus sonhos / Eu vejo seu rosto, está me perseguindo. A música termina como um CD arranhado. Muito boa também. Mas os ‘glayess’ irritam depois de um tempo.
Nota 8,5.

6. If U Seek Amy
A nova de Max Martin. Tem uma pegada ‘catchy’ também, assim como seus hits anteriores. A brincadeira com o título da música, que, ao falar rápido e no meio da letra, é como se soletrássemos ‘F.U.C.K. me, foi muito esperta, já que não se poderia classificar como uma letra adulta. A letra do refrão é: “Me ame, me odeie, diga o que quiser de mim, mas todos os garotos e todas as garotas imploram pra me f****”. O instrumental se comporta como na música Don’t Stop The Music, da Rihanna. Reparem.
Nota 10.

7. Unusual You
Lembra muuuuito And Then We Kiss (B In The Mix: The Remixes). O mesmo estilo de voz. Tem um piano no fundo com uma batidinha legal. Mas é meio monótona. É boa. E só.
Nota 8.

8. Blur
A primeira vez que ouvi, achei meio chata. Mas com a letra, a música faz todo o sentido. Fala de umazinha que Britney deu na noite passada, mas não se lembra com quem, afinal ela tá meio de ressaca. Ela até diz que precisa de uma aspirina. Essa foi escrita por Lady Gaga – o tal do alter ego da Christina Aguilera. E não adianta: Spears não lembra o que fez na noite passada. Porque tudo, tudo está meio embaçado.
Nota 7.

9. Mmm Papi
Britney, te amo muito, mas que porre essa música. Ela tem um instrumental meio 70’s e 80’s, mas é um saquinho. A voz dela fica meio estridente. Ah, mas há quem goste, né? Os efeitos e scratches ficaram legais.
Nota 6.

10. Mannequin
Essa é bem mais urban. A letra, que dizem que foi feita para o Justin – esse povo não esquece, né? – diz: “Você pode gritar o máximo que seus pulmões aguentarem, chorar o máximo dos seus olhos (…) Eu não me importo, pode chorar de novo, e de novo, mas não me importo”. O break dessa música é fantástico. Saiu inclusive um vídeo há um tempo de Britney ensaiando a coreografia dessa música. Podia virar single, né?

Nota 10.

11. Lace And Leather
Já essa, lembra muito Dance 2night, da Madonna. O estilo meio 80’s e no instrumental imperando o baixo. Muito boa. Acho que só ouvindo pra entender. Dá pra colocar no repeat e não cansar. Uma excelente pra colocar no meio do sexo. ; )
Nota 9,5.

12. My Baby
Já essa, dá pra ver claramente que ela escreveu para seus filhos. Mas é tããão chata, que dá pra pular sem culpa. É uma baladinha em que Spears canta quase chorando. Os falsetes irritam. São os 3:19 mais longos do CD. Pra essa eu preciso quotar a crítica do blog PapelPop.com: “Ai, meu Deus… Ai, não… A Britney tá chorando. Não. Tá cantando. Putz. Não sei. É difícil dizer. O refrão dá medo. É como se um monte de anjinho de cabelo encaracolado e loirinho estivesse vindo em sua direção pra te colocar numa camisola fofa e deixar você parecido com a Britney na capa de Circus. Vou pular.”
Nota 5.

13. Radar
É excelente. O negócio é que já estava no Blackout né? Saiu uma versão que estão dizendo que é a do Circus em que a voz de Spears está mais grossa e, no início tem uns efeitos diferentes. Mas, no mais, é a mesma coisa da do Blackout.
Nota 9.

14. Rock Me In (Bonus)
Lembra Colour Me In da Sophie Ellis-Bextor. É um rockzinho falso, sabe? Lembra Hillary Duff, Miley Cyrus e afins. Não gostei.
Nota 5.

15. Phonography (Bonus)
Uma das melhores. Devia ter entrado pra tracklist fixa do CD. A voz de Spears está levemente diferente. A letra fala de sexo por telefone. Britney diz que ama o Bluetooth porque precisa de suas mãos livres ; ) Fica a dica. Em certo momento ela diz: “Se você não está sozinho, me tire do viva-voz, porque o que tenho pra dizer, só os seus ouvidos podem ouvir”. A batida sempre constante, faz dessa ser outra perfeita para o sexo.
Nota 10.

16. Amnesia (Bonus)
Outra bem chatinha. A voz de Spears volta a ser estridente. A letra fala que perto do cara ela não se lembra de nada: seu nome, telefone, endereço e blá blá blá. Não dá pra passar dos 2 minutos. Lembra as músicas antigas da Xuxa.
Nota 6.

17. Quicksand (Bonus)
Quando começa, você já acha que é uma baladinha, mas depois começa uma batidinha tipo Claudinho e Buchecha, sabe? Muito boa. Outra escrita por Lady Gaga – pelo menos é o que dizem. Mas muito legalzinha. De verdade. Mas ela é só isso. Legalzinha.
Nota 8.

18. Trouble (Bonus)
Qualquer semelhança com Get Together da Madonna é mera coincidência. Será? O instrumental é o mesmo, quase. Talvez por isso seja ótima. Podia também ter entrado pra tracklist fixa, né? Você se pega cantando “Trouble trouble trouble trouble…”. Apesar de parecido com Get Together, não é tão pesado quanto o da Madonna.
Nota 9.

19 Rock Boy (Bonus)
É uma música meio blah, sabe? É… a letra é meio blah, a batida é meio blah, é toda meio blah, sabe?
Nota 6.

downloadÁlbum: Circus
Britney Spears

Para ver as letras do álbum Circus, clique aqui.

Anúncios

3 pensamentos sobre “O circo está chegando…

  1. Christina aguilera caiu muito depois desse novo visual e novo cd futurista. nao gostei muito nao. ainda acho que o TOP dela foi Back 2 Basics…
    Só espero q a carreira dela nao siga os passos do Djavan depois de Milagreiro….
    E quanto a Britney, custou dizer, mas ELA TÁ LINDA!

  2. Pingback: A Fama… « Mercado Pop

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s